maio 02, 2012

Paneer Caseiro







A volta ao mundo continua e hoje fomos parar a um destino já tinha tido direito a uma paragem aqui pelo terminal Passe Vite, a distante e incrível Índia! Um cantinho da terra tão vasto que os poucos dias em que tive o privilégio de o pisar só me deixaram sentir um bocadinho da sua magia. Ainda assim foi uma experiência inesquecível onde encontrei o melhor e o pior da humanidade, cenários de perder a respiração e verdadeiros tesouros perdidos... Voltei com a sensação que tinha deixado uma imensidão de histórias por descobrir e agora está na lista das viagens a repetir... Da próxima vez vou-me perder por lá!

O Paneer é um queijo que acompanha a cozinha Indiana desde o inicio dos tempos e é muito semelhante ao nosso requeijão mas mais rijo. Como não se derrete é quase sempre usado em cubinhos fritos para acompanhar caris e guisados. Ao contrário de muitos outros queijos não se usa coalho animal, tornando-o perfeito para os vegetarianos.

Como no Leite de Amêndoas adorei fazer Paneer Caseiro... Para mim há qualquer coisa de poético em regressar aos processos manuais e saborear algo feito por nós de uma forma tão sustentável e natural. E fico com a certeza que um dia, na quinta dos meus sonhos, vai viver uma cabrita chamada Rosa que me vai dar leite fresquinho todos os dias em troca de amor e comida.






A próxima paragem na Índia vai ser um Saag Paneer, um delicioso caril de espinafres com cubinhos de Paneer fritos.


Ingredientes (200g de Queijo)

1 litro de Leite Gordo fresco (usei de vaca)
3-4 colheres de sopa de Sumo de Limão
Oregãos frescos a gosto (opcional)

Tecido Musselina
Cordel


Preparação

Aquecer o leite e os oregãos numa panela grande e de fundo pesado em lume médio.
Deixar ferver ligeiramente durante um minuto e baixar o lume.
Acrescentar uma colher de sopa do sumo de limão e mexer rapidamente com uma colher de pau.
Ir juntando o sumo de limão aos poucos e mexendo sempre, até que o leite se separe em pequenos coágulos e em soro.
Assim que isto acontecer, desligar o lume.
Forrar uma outra panela com a musselina (certifiquem-se que é grande o suficiente para se poder atar e pendurar) e coar o leite.
Atar o tecido, passar o queijo (neste momento temos requeijão!) em água fria e pendurar durante 30 minutos (podem pendurar na torneira do lava-loiças e deixar que o excesso de água caia numa pequena bacia).
Depois de escorrido colocar o queijo, ainda dentro do tecido, num prato fundo com outro prato por cima.
Colocar peso no prato superior (um kilo de arroz, por exemplo) e deixar coar por pelo menos 1 hora.
Está pronto a usar! ...aguenta no frigorífico cerca de uma semana.

Não deitem fora o soro que sobra. Pode-se fazer variadíssimas coisas com ele, desde regar as plantas ao pão roti, outra especialidade indiana que qualquer dia também vem aqui parar.

Adaptado daqui.

9 comentários:

  1. Uau! Ando há que tempos para experimentar fazer paneer! É um projecto pessoal assim esquecido na gaveta.. Bem haja pela tua enriquecedora partilha!

    ResponderEliminar
  2. Obrigada! :) É muito, muito simples de fazer... Acho que cá por casa se vai deixar de comprar queijo!

    ResponderEliminar
  3. yummy! onde compraste a musselina?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comprei na Loja dos Tecidos de Coimbra, mas penso que qualquer cidade tem uma loja do género... Se não encontrares musselina também se pode usar tecido tipo gaze mas daquela mais fechada.

      Eliminar
  4. Experimentei para o almoço de hoje e foi aprovadssímo cá em casa!!! Os oregãos dã-lhe um ar muito mediterrâneo! Delicioso!! Grata!!! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! Lembrei-me de experimentar... para a próxima acho que vai ser com um bocadinho de manjericão! :)

      Eliminar
  5. Descobri agora esta receita, parece fantástica! O tecido de musselina que comprou é 100% algodão? Faz diferença se tiver outras fibras?

    Agradeço a informação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana! Penso que não fará diferença, convém é que o tecido deixe coar bem e seja fácil de lavar. Pode ser por exemplo um tule bem fechado...

      Eliminar