janeiro 09, 2016

French Toast Vegan com Banana Caramelizada e Manteiga de Avelãs :: Vegan French Toast with Caramelized Banana and Hazelnut Butter

Please scroll down for English version

2015 foi duro. Eu sei, não são propriamente as palavras que se está à espera de quem editou o seu primeiro livro mas foi realmente um ano muito duro. Intenso. Cheio de momentos altos e inesquecíveis, é certo, mas também de momentos demasiados baixos. Vivi demasiadas perdas importantes e desilusões tão profundas que a minha alma não aguentou e desabou num verdadeiro terramoto a rondar os 8.9 na escala de um tal Richter. Perdi-me entre os destroços e enchi-me de dúvidas acerca de tudo, todos e pior ainda, de mim mesma e do meu próprio valor. Enchi-me de medos e inseguranças. As réplicas são cada vez menos, mas sinto que houve uma parte de mim que mudou para sempre e isso é talvez o mais difícil de aceitar. Não... Na verdade ainda me é difícil aceitar muita coisa e essa é a minha grande tarefa para este novo ano. Aprender a deixar ir o que já passou, a desprender-me do passado e daquilo que eu acreditava que iria ser o futuro. Tento aproveitar isto tudo como um momento de grande transformação pessoal, tento fluir com a mudança, viver no momento, que tudo faz parte do percurso e todos os outros chavões do dicionário. Mas isto do desapego custa pa' caramba, que isto é um blogue de família e a decência impede-me de usar outras palavras, e as dores de crescimento são tantas que se me puser em biquinhos dos pés consigo tocar no lado escuro da lua.



Valeu-me, entre outras coisas, a vossa companhia e isso é uma das melhores memórias que levo do ano passado. No meio de tanto abanão vivi realmente muitos momentos incríveis, conheci muitas pessoas novas a rebentar de energia positiva, reaproximei-me de outras que afinal nunca tinham ido para longe e aprendi que é possível sobreviver quando tudo à nossa volta parece desabar. Percebi que é possível ser frágil e forte ao mesmo tempo. Às vezes o medo ainda teima em me toldar o pensamento e enche-me a cabeça de dúvidas mas escolho acreditar que ainda tenho muitas coisas boas pela frente. E mesmo que seja difícil é tempo de as abraçar sem olhar para trás.

Por aqui a estreia do novo ano só poderia ser doce e bem gulosa para espantar o travo amargo que o ano velho deixou.  A ideia para esta French Toast, as primas finas das nossas rabanadas, veio depois da Patrícia ter partilhado no seu Not Guilty Pleasure, uma receita do Minimalist Baker. Fatias de pão douradas mergulhadas num delicioso polme de banana? Não foi preciso muito para me convencer! Depois para tornar a coisa ainda mais irresistível porque não juntar-lhe bananas caramelizadas em açúcar de coco e uma boa colherada aveludada de uma manteiga de avelãs? Se é para ser uma estreia gulosa, então que seja em grande! Os detoxes de ano novo ainda podem esperar mais uns dias, quem está comigo?

Desejo a todos um grande ano cheio de coisas boas, mas acima de tudo com muita força para lidar com os tremores de terra, abanões e todo o tipo de sacudidelas da vida.



2015 was tough. I know, not exactly the words some would expect from whom just edited her first cookbook but it was really a very tough year. Intense. Full of ups and unforgettable moments, yes, but also with really low moments. I lived too many important losses and disappointments so deep that my soul broke down and collapsed to an earthquake around 8.9 on the scale of a certain Richter. I got lost in the wrecks and I filled my mind with doubts about everything, everyone and worse of all, of myself and of my own value. The aftershocks are becoming less but I feel that there is this part of me that has changed forever and that is perhaps the most difficult thing to accept. No... In fact, there's still many things difficult to accept and that is my big task for this new year. Learning to let go of what no longer is, to detach myself from the past and what I believed would be the future. Try to see this all as moment of great personal transformation, I try to flow with the change, to live in the moment, that this is all part of the path and all the other cliches in the dictionary. But this detachment thing is too damn hard and the growing pains are so big that if I don't have to stretch that much to touch the dark side of the moon.

Your company, among other things, is one of the best memories I take from last year. In the midst of so much shake I really lived many incredible moments, I met new people bursting with positive energy, reconnected with others that ultimately had never gone away and learned that it is possible to survive when everything around us collapses. I realized that you can be fragile and strong at the same time. Sometimes fear still persists in clouding my thoughts and fills my mind with doubts but I choose to believe that I still have many good things ahead. And even though it's hard it's time to embrace them without looking back. 

So, the grand opening of this new year couldn't be anything else than something sweet and over the top to wash away the bitter aftertaste that the old year left. The idea for this french toast  came after Patricia shared in her Not Guilty Pleasure, a link to a recipe from Minimalist Baker. Fried slices of bread dipped in a delicious banana batter? Didn't take much to convince me! Then, to make it even more irresistible why not add some bananas caramelized in coconut sugar and a wholesome spoonful of a velvety hazelnut butter? New Year's detox can wait a few days, who's with me?

I wish you all a great year full of good things, but above all strength to deal with earthquakes, shakes and all kinds of flips life may bring.



French Toast Vegan com Banana Caramelizada e Manteiga de Avelãs
V
2 pessoas


Ingredientes

4 fatias de um bom pão rústico, com 1 ou 2 dias

Polme

1 banana muito madura
180 ml de leite vegetal, usei este
1 colher de sopa de farinha de araruta ou amido de milho
1/2 colher de chá de canela em pó
1/4 colher de chá de baunilha em pó natural, aqui ou aqui
1/8 colher de chá de curcuma, opcional para dar cor

Bananas Caramelizadas
2 bananas maduras
2 colheres de sopa de açúcar de coco
2 colheres de chá de óleo de coco
1 colher de sopa de água

2 a 3 colheres de sopa de manteiga de avelãs dissolvidas num pouco de água

Preparação
Colocar todos os ingredientes do polme num processador de alimentos e triturar até ficar num creme.
Passar para um prato fundo e deixar repousar entre 5 a 10 minutos para engrossar.
Se não tiverem um processador também se pode preparar o polme esmagando muito bem a banana com um garfo e misturar com todos os outros ingredientes.

Bananas Caramelizadas
Aquecer o óleo de coco numa frigideira grande.
Mergulhar as fatias de pão no polme por uns segundos de cada lado. Não convém deixar ensopar muito para ser mais fácil virar as fatias na frigideira
Fritar as fatias em lume médio por 3 a 4 minutos de cada lado, virando cuidadosamente com uma espátula, até ficarem bem douradinhas. 

Numa outra frigideira aquecer mais um pouco de óleo de coco e quando estiver totalmente derretido acrescentar o açúcar de coco.
Ir misturando até o açúcar se dissolver e quando começar a borbulhar juntar as bananas cortadas ao comprido.
Cobrir as bananas com o caramelo e deixar cozinhar em lume médio por 2 ou 3 minutos.
Se necessário acrescentar água aos poucos para criar mais molho.

Servir as fatias empilhadas com uma colherada generosa de manteiga de avelãs entre elas.
Cobrir com as bananas caramelizadas, mais um pouco de manteiga de avelã e salpicar com pepitas de cacau cru, lascas de coco e avelãs tostadas.


...

Vegan French Toast with Caramelized Banana and Hazelnut Butter
Serves 2 

Ingredients 

4 slices of a good rustic bread, 1 or 2 days old

Batter
1 very ripe banana 
180 ml vegetable milk, used this one
1 tbsp flour arrowroot or cornstarch
1/2 tsp ground cinnamon
1/4 tsp natural vanilla powder
1/8 tsp turmeric. optional for color 

Caramelized Bananas 
2 ripe bananas 
2 tbsp coconut sugar 
2 tsp coconut oil
1 tbsp water 

2-3 tbsp hazelnut butter lightly dissolved in water 

Directions
Place all batter ingredients in a food processor and mix until smooth.
Move to a deep dish and let rest 5 to 10 minutes to thicken. 
If you don't have a food processor you can also easily prepare the batter crushing the bananas with a fork and mix with all the other ingredients. 

Heat some coconut oil in large skillet. 
Dip the bread slices in the batter for a few seconds on each side. Don't let them soak too much so it's easier to turn the slices in the skillet. 
Fry the slices over medium heat for 3 to 4 minutes per side, turning carefully with a spatula until golden.

Caramelized Bananas 
In another pan heat the coconut oil and when it's completely melted add the coconut sugar . 
Mix until the sugar is dissolved and it starts to bubble add the bananas sliced ​​lengthwise. 
Cover the bananas with the caramel sauce and cook over medium heat for 2 or 3 minutes. If necessary add water gradually to create more sauce. 

Serve the bread slices stacked with a generous spoonful of hazelnut butter between them. 
Top with the caramelized bananas, plus some more hazelnut butter and sprinkle with cacao nibs, flaked coconut and toasted hazelnuts.


15 comentários:

  1. Que post tao bonito! Talvez o mais bonito de todos...
    Abraço-te muito, eu que tambem tive um ano dos diabos.
    Admiro-te muito. Tu sabes.

    Essas french tostes parecem brutais!!!
    Vou fazer!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada bonita! ❤ Estava um bocadinho nervosa em partilhar estes pensamentos mas também não fazia sentido não o fazer... Um beijinho nesse coração*

      Eliminar
  2. Beautiful ...words, photos, recipe. Wish you an amazing 2016

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Thank's Sanda, it really means a lot coming from you!! Big hug and a great 2016! *

      Eliminar
  3. Olá Joana, quero que saiba que o seu livro está a ser muito util para mim. tenho andado a lê-lo (pedi para me oferecerem no Natal :p) demasiada informação preciosa reunida. fico à espera do próximo :) obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! ❤ Enche-me sempre o coração saber isso! :)

      Eliminar
  4. Que lindas palavras Joana...
    Espero que 2016 te traga muitas coisas boas, força e felicidade!
    Beijinho enorme!

    ResponderEliminar
  5. Uau! Que aspecto divinal!
    Estive a ver o teu livro e já o adicionei na minha "wishlist"!
    Vai ser uma das minhas próximas aquisições!

    Tudo a correr pelo melhor!

    http://treinosculinarios.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. Espero que 2016 a receba de braços abertos e com deliciosas surpresas!
    Passei para agradecer o livro maravilhoso que escreveu. Estou a lê-lo como se de um romance se tratasse :)
    Estou a um mundo de distância, mas a esforçar-me para melhorar significativamente a minha alimentação. E o Natural tem sido uma inspiração.
    Posso perguntar-lhe onde compra o malte de cevada e a geleia de arroz?

    Obrigada e um excelente 2016

    ResponderEliminar
  7. Joana o teu blogue é lindo o teu livro nem se fala, adoro as tuas fotografias (e ainda não desisti de aprender a fotografar como tu :) ). A seguir a momentos maus vêm sempre os bons. Go girl, és uma inspiração para mim

    ResponderEliminar
  8. Já tinha adicionado este blog à minha pasta de blogs interessantes e hoje vim ler e ver algumas coisas ... e o meu olhar ficou fixo ao ler este texto/publicação! Confesso que o que lia parecia ter sido eu a escrever ou melhor o meu coração a desabafar... O meu 2015 também foi muito duro, com muitas dores emocionais à mistura!

    Fiquei fã da sua escrita bem como das fotografias suavemente fabulosas!

    Beijo,

    Sofia Costa.

    ResponderEliminar
  9. Joana, adoro o seu Blog, está fantástico. Comprei o seu livro no final do ano passado e já fiz quase todas as receitas. São sempre sucesso.
    Esta receita vou ter mesmo que experimentar.

    Parabéns pelo óptimo trabalho!!

    Que 2016 seja melhor.

    ResponderEliminar
  10. This looks really good. Thanks for typing up the instructions in English as well :)

    ResponderEliminar