março 19, 2020

Tudo o que precisam saber para cozer leguminosas em casa



As leguminosas cozidas e conservadas em frascos ou enlatadas que encontramos à venda podem ser muito práticas e mesmo eu tenho sempre algumas em casa para aqueles momentos SOS. Mas cozer as nossas próprias leguminosas em casa tem imensas vantagens e não tem de ser complicado. Neste artigo vamos explorar as vantagens de comprar leguminosas secas, como prepará-las correctamente e os truques para melhorar a digestão.

As leguminosas são verdadeiros super alimentos, bem mais humildes e económicos que os famosos pozinhos de spirulina e afins. Nada contra estes últimos, mas podemos encontrar muitos nutrientes também nos alimentos do dia-a-dia e sem complicações.

Existem 2 tipos de leguminosas: as leguminosas em grão que provêm da cultura de grãos secos ou frescos como: feijões, ervilhas, favas, grão-de-bico, lentilha ou tremoço e as leguminosas oleaginosas que contêm uma maior quantidade de gordura como a soja e o amendoim.

Porque temos mesmo de demolhar as leguminosas secas?

Podemos encontrar algumas leguminosas frescas, que não passaram pelo processo de secagem, mantendo o seu conteúdo de água. Não é preciso demolhar (embora também beneficiem se forem) e podem ser cozinhadas imediatamente. Mas o mais habitual é as leguminosas secas, que foram desidratadas para conservação e precisam obrigatoriamente de ser demolhadas para restabelecer a água perdida no processo. Como vamos ver mais à frente este processo de demolhar aumenta a biodisponibilidade dos nutrientes e melhora a digestibilidade das leguminosas. 
 
Características nutricionais das leguminosas
Proteínas, cerca de 20 a 25 % do seu peso total. Embora não sejam consideradas proteínas completas por não terem todos os aminoácidos essenciais. Numa alimentação vegetariana/vegan é recomendável a combinação leguminosa + cereal integral para obter todos os aminoácidos, apesar desta combinação não ser essencial em todas as refeições.
Hidratos de carbono complexos
Fibras, entre 5 a 15 % do peso seco, o que contribui para a saciedade e controlo do peso.
Vitaminas do complexo B
Minerais como o ferro, o zinco, o magnésio, o potássio e o fósforo
Substâncias bioativas como compostos fenólicos, flavonóides, isoflavonas e outros antioxidantes.
Quais as vantagens em comprar leguminosas secas?
São mais económicas – 1kg de leguminosas secas rende 2 a 3 vezes o seu peso depois de cozinhadas;
São mais sustentáveis, uma vez que passam por menos processamentos em fábricas e existe uma considerável redução de embalagens;
São mais saudáveis, pois controlamos todo o processo de confecção, desde a demolha aos ingredientes usado evitando o excesso de sal e de aditivos presente em algumas leguminosas conservadas;
Promovem uma melhor digestão, pois ao demolhar e cozer as leguminosas em casa podemos aumentar a sua digestibilidade.



A importância de demolhar

Como todas as sementes, as leguminosas estão protegidas por agentes naturais que as impedem de germinar precocemente, que chamamos de antinutrientes por diminuírem a biodisponibilidade de alguns nutrientes.

Destes antinutrientes nas leguminosas destacam-se:

Ácido fítico (ou fitato) que interfere na absorção de minerais pelo sistema digestivo. O ácido fítico é um composto presente nos vegetais, que os ajuda a armazenar fósforo, muito importante para a sua sobrevivência. Quando não é correctamente eliminado, liga-se como um íman a vários minerais como o ferro, o cálcio, o magnésio e o zinco, inibindo a sua absorção.
Inibidores de enzimas são muito importantes para conservar a semente antes da germinação mas ao serem ingeridos por nós prejudicam não só o processo de digestão como na assimilação de proteínas, vitaminas e minerais.

Assim, ao demolhar por algumas horas as leguminosas antes de as cozer, estamos a dar início ao seu processo de germinação e a neutralizar todos os seus agentes protectores tornando-as muito mais fáceis de digerir e a aumentar a biodisponibilidade de todos os seus nutrientes.

Para além de ajudar a evitar problemas como gases e azia, muitas vezes associados a este género de alimentos, demolhar as leguminosas vai melhorar a absorção dos nutrientes e reduzir substancialmente o tempo de cozedura.
Demolhar as leguminosas melhora a sua digestibilidade

As leguminosas têm alguns compostos que não são absorvidos pelo nosso organismo, ficando disponíveis para a fermentação pela microflora intestinal. É esta fermentação que leva à formação de gases e outros desconfortos gastrointestinais.

Ao demolhar e cozer as leguminosas em casa podemos usar alguns truques para melhorar a sua digestão.

4 Truques para melhorar a digestão:

Alga Kombu – é a melhor maneira de aumentar a digestibilidade das leguminosas. Podemos usar tanto na água de demolhar como para cozer ou em ambas as fases. Acrescentar 1 tira de 2 a 3 cm para cada 500 g de leguminosas secas.
Gengibre fresco – também se pode usar tanto na demolha como na cozedura. Acrescentar 2 a 3 cm gengibre em rodelas para cada 500 g de leguminosas secas.
Louro – muito típico em todos os pratos portugueses e conhecido por melhorar a digestão. Também pode ser usado para demolhar ou cozer. Acrescentar 3 folhas para 500 g de leguminosas secas.
Bicarbonato de sódio – ajuda a quebrar as fibras das leguminosas. Acrescentar 1 colher de sopa por cada 500 g de leguminosas secas, para demolhar ou cozer.
Como Cozer Leguminosas

Preparar

1. Lavar as leguminosas secas até que a água fique límpida.

2. Demolhar em água abundante num recipiente suficientemente grande para que expandam. Ter em consideração que quando demolhadas as leguminosas tendem a dobrar o volume. Para melhorar o processo de neutralização dos antinutrientes e aumentar a digestibilidade, acrescentar um meio alcalino com uma tira de 2 cm alga kombu ou uma colher de sopa de bicarbonato de sódio para 500 g de leguminosas secas, ou ainda qualquer uma das dicas acima mencionadas.

3. Escorrer água da demolha e voltar a lavar as leguminosas. A água da demolha nunca deve ser utilizada e no caso de usarem kombu durante a demolha, esta também deve ser descartada.

Cozer 

1. Cozer com o triplo de água, sem sal, de acordo com os tempos da tabela. Para enriquecer o teor mineral e contribuir para uma melhor digestão das leguminosas, acrescentar uma nova tira de alga kombu ou qualquer um dos outros ingredientes mencionados. O sal deve ser sempre acrescentado no fim da cozedura. 

Conservar

1. Depois de cozidas, as leguminosas podem ser conservadas em recipientes de vidro no frigorífico entre 3 a 5 dias ou congeladas em saquinhos por 4 meses.




Se quiserem imprimir a tabela cliquem aqui


Sem comentários:

Publicar um comentário