fevereiro 01, 2012

Batatas Quase Bravas

Lembram-se do Crumble de Pêra e Gengibre? Na altura falava de dias cinzentos quase cor de chumbo... Essa cor quis se agarrar à minha alma e por lá habitar durante estes  longos meses. Claro que houve dias melhores que outros, mas a sensação era que estava a atravessar uma tempestade em alto mar com direito a ondas gigantescas e monstros marinhos. Agora, com o cabo das tormentas atravessado e o porto à vista, sinto a bonança a se querer instalar calmamente, e quase que fervilho de tantos sonhos e ideias por concretizar. Times are changing e cheira-me que vem aí uma Primavera daquelas!

Mas atravessar tempestades cansa e só me apetece comida simples e mas daquelas que nos preenche os sentidos, como estas Batatas Quase Bravas! Andava farta de batatas cozidas e como não podemos andar sempre a comer Batatas Gratinadas lembrei-me de apimentar um bocado a coisa e lá nasceram estas irmãs mais novas das batatas bravas, uma delícia de nuestros hermanos e que qualquer dias hei-de trazer para aqui.


Ingredientes (para 2 pessoas)


6 Batatinhas Novas
2 Dentes de Alho
1 Malagueta Vermelha pequena
Azeite
Sal Marinho
Pimenta Preta moída na hora
Oregãos frescos para servir


Preparação

Lavar muito bem as batatas e cortá-las em rodelas.
Cozer as rodelas de batata em água a ferver temperada com sal, pimenta e azeite durante 7 a 10 minutos, verificando para que não fiquei muito cozidas.
Numa frigideira saltear o alho e a malagueta picados (para uma "bravura" bem picante é só não retirar as sementes à malagueta).
Na mesma frigideira, distribuir as rodelas de batata de maneira a que todas fiquem em contacto com a frigideira.
Deixar fritar em lume brando, virando as rodelas de vez em quando, até começarem a ficar douradas.
Servir bem quente e salpicadas de oregãos frescos.

Sem comentários:

Publicar um comentário